20 janeiro, 2009

PRESIDENTE!!!!






Tenho um prazer verdadeiro em estar a fazer este post.
Sei que ouvi o MAIS BELO DISCURSO FEITO POR UM POLÍTICO.
A VONTADE, O IDEAL, A ESPERANÇA.
Sei que vai haver desilusões, mas veleu bem a pena.
PARA MEMÓRIA FUTURA






14 comentários:

Anônimo disse...

Esperemos que sim porém eu não queimei nenhum foguete não lancei o fogo de artifício, guardo-o, para daqui a dois ou três anos, e aí sim, pode ser que o queime ou que continue guardado, pois tudo que é mediático apagasse rapidamente, o povo está eufórico desta vez o presidente eleito é diferente é preto, jovem, com bonitas baboseiras, pois podera todos acreditam que a diferença pode ser a salvação, em tudo e para tudo, muito mais quando tiveram um símio criminoso, aloucado e esgazeado como presidente que andou 4 anos a fabricar terroristas e a fomentar guerras em países estrangeiros arrastando o mundo para uma grave crise económica.
Sem olhar às carências do povo americano, com total indeferença para a catástrofe em New Orleans (vergonhoso, para aquele que se faz crer como a maior potência mundial), claro ele estava voltado e só para o petrólio do Iraque.

Mas aguardemos este o tal já começou por gastar milhões de dólares para se eleger, aguardemos pelo resto.

Funes, o memorioso disse...

Apesar de subscrever algumas das ideias do post anterior, não sou o seu autor.
Não classificaria de baboseiras as palavras de Obama e, muito embora seja dado ao insulto, não costumo usar o qualificativo depreciativo "símio", mas preferencialmente "protozoário" e "amiba". Por outro lado, o ar esgazeado, só por si, não desqualifica ninguém.
Quanto ao resto, tendo a concordar.

Funes, o memorioso disse...

Quando no comentário antecendendte disse "post anterior", queria, obviamente, dizer "comentário anterior".

Anônimo disse...

Ainda que, e essa “energia” não é propriamente ignorável, obama tenha movimentado os indigentes, os explorados e os oprimidos para irem votar, muitos pela primeira vez a execerem esse direito e, ainda que, muitos biliões de seres humanos, completamente embebedados pela selvagaria mediática de endeusamento do preto, acreditem que o mundo será um sítio melhor, a história provará, o inverso. não sou adivinha mas, sei que ele se ajoelha ao lobbie aipac, à maçonaria, ao capitalismo mais selvagem e desumano, aos falcões e industrias de guerra… ele não é martin luther king, ele é um fantoche dos mesmos senhores do mundo, à semelhança de bush. foi o capitalismo que o “elegeu”.
o capitalismo entra em respiração agónica e, numa tentativa ardilosa e empenhada, mostra ao mundo um “suposto” vento de mudança para, a seguir, aprofundar ainda mais a exploração. a exploração que se aprofunda, não sendo condição sine qua non, aprofunda ainda mais a crise e as contradições intrísecas do capitalismo.

Carla disse...

eu mesmo assim quero acreditar que alguma coisa pode mudar, apesar de não acreditar em milagres
beijos

JV disse...

«A VONTADE, O IDEAL, A ESPERANÇA»

A vontade... de quê? O ideal... qual? A esperança.. em quê? Porquê? Para quê?
O que Minucha fez, e desculpe-me, foi embarcar na vacuidade do discurso do 44º Presidente dos EUA, dando como coisa unívoca os seus chavões que em nada estão consubstanciados. Como disse Rudy Giuliani, «a mudança não é um destino, a esperança não é uma estratégia». E é exactamente isto, o destino, o fim último da sua política, bem como os meios para o alcançar, que ninguém conhece a Obama - e o pouco que se consegue entrever, é negro como breu. Tenho muita pena de estragar, assim, a festa de quem rejubila com a eleição de uma estrela pop cozinhada pelos media mundiais nos últimos meses. Mas de facto eu gostava que Obama tivesse sido eleito por ter boas ideias, e não por ter conseguido construir um movimento messiânico à sua volta, assente em conceitos ocos e em retórica de onde não sai nada, além de beneficiar de uma campanha larvar de equiparação do voto em McCain a uma posição racista e belicista (quando Obama teve, também, asserções assaz militarizantes). Isso é péssimo sinal da vitalidade democrática norte-americana, e pode ser um perigoso sinal para o mundo.

Claras o contestatário disse...

Eu sei, Anónimo 1, que falta toda a prática e que ela vai desiludir, principalmente o mundo ocidental, mas talvez não a América.
Sei, também, que o mundo talvez venha a ficar pior.
Do que tenho a certeza é que o mundo nunca mais vai ser o mesmo, que vai mudar e muito, não por Obama, mas por esta crise instalada, da qual só se sairá quando os políticos perceberem, que não vão conseguir que volte ao mesmo.
Mas se olhar à sua volta, para o mundo, tudo o que têm tentado são pobres paliativos que não têm levado a nada.

mas que foi o mais belo discurso que ouvi de um político, ah! isso foi!

Claras o contestatário disse...

Olá Funes Querido


Sei o que pensa e também sabe que estou de acordo consigo em muitas coisas.

beijinho

Luís Maia disse...

É extremamente demagógico colocar a questão que Obama foi eleito não por ter boas ideias, mas por causa de não sei quê da campanha.

Não vale a pena fazer comentários a pessoas que colocam a argumentação na base racista, porque ele é preto como breu, que mesmo ao nível cromático não é assim tão verdade.
o ariano anónimo não mostrará por certo a cara, já que nem a entidade exibe, mas tinha curiosidade em constatar se não haverá por aí um ligeiro morenaço árabe,

lembro-me contudo, dum outro negro( muito mais negro do que Obama), chama-se Nelson Mandela que recordo aos convictos arianos, salvou o pescoço de muitos couratos seus irmãos.

Que pensam vcs de Nelson Mandela ?

Não será preferível esperarem para ver, ou a ânsia de soltarem o ódio rácico, não pode esperar pelo menos um ano. ?

Os irmãos de Obama esperaram muito mais para deixarem de ser escravos

Claras o contestatário disse...

Olá Anónima?

Não vejo mal nenhum em movimentar indigentes, explorados e oprimidos, ainda que pela primeira vez,
ou têm direito de voto ou não.
Não creio que tenha sido o capitalismo que o elegeu, mas que os sionistas ajudaram e muito, isso sei.
Portanto não estou de acordo com a sua análise, em grande parte dela.
Penso que o mundo não vai melhorar, principalmente na questão da Paz, o que para mim era primordial.
mas eu disse no post que fiz, que ia haver desilusões, não só pelas expectativas criadas, mas porque, tenho quase a certeza, a Europa vai entrar com mais homens na guerra do Afeganistão, veremos a quantidade de tropas que Obama exigirá à Europa.
mas o Irão também será, quase com certeza, em guerra que Obama resolverá, porque não há-de permitir desalinhados no que ao petróleo diz respeito, precisa de divisas como de pão para a boca, e aceitar pagamentos em qualquer moeda desde que não seja dólares, é pior do que estar a tentar o enriquecimento do Urânio.
Sobre a guerra estamos conversadas e portanto sobre o mundo que não a América.
Penso que será um bom presidente para o povo americano e que os mais pobres o vão começar a sentir.

Foi um prazer falar consigo.

Claras o contestatário disse...

Olá Carla

Ah, minha querida!
O mundo vai mudar, mas não por ter sido eleito Obama
Vai mudar se querem acabar com a crise, apesar dos economistas ainda não terem vislumbrado isso.
podes ter a certeza.

beijinho

Claras o contestatário disse...

Devo para já declarar que não vou discutir a questão rácica, porque senão nem vale a pena trocar opiniões.
Ser preto ou branco para mim é igual, e acho que todos que aqui vêm já o sabem.
por isso não vou sequer abordar esse assunto.

Claras o contestatário disse...

Olá JV

Sorriso
Está enganado, JV.
Não embarquei em nada, mas que foi o mais belo discurso que ouvi a um político, isso foi.
Também não vejo onde está a vacuidade do discurso de Obama. Fartou-se de dizer o que ia fazer, pelo menos em relação à política externa, que é o que me interessa.
Fiquei quase a saber tudo, e apostava consigo que não me engano, pelo menos muito.
A Vontade de fazer e o Sonho, são fundamentais para pôr um povo a mexer.
O Ideal de preservar os Direitos Humanos, quanto a mim é importantíssimo
A pergunta que faço é se será capaz de o fazer? Será?
Não estragou nenhuma festa, JV, porque não houve festa.
O perigo para o mundo? não sei ao que se refere, mas se for à guerra, ela vai continuar, talvez não no Iraque, mas no Afeganistão, que poderá vir a ser um novo Vietname, em relação ao Irão...
falta saber como reagirão a China, em cujas mãos a América está economicamente, e a Rússia, que se sabe que está já muito mais bem armada do que a América, parece que disso há poucas dúvidas, depois do que se viu em arsenal na Geórgia.
Como vê, ilusões ou festa, por aqui não andaram
mas que foi um dos mais belos discursos que ouvi a um político, disso não tenho dúvidas.
Sabe do que eu gostava?
Que houvesse um político português, que conseguisse movimentar os portugueses como Obama fez com os Americanos.
Não dizem que estamos deprimidos? Não o estavam os Americanos?
Não acha que um povo que acredita no seu Presidente desta maneira, pode fazer milagres?
Tomara a Portugal ter um político que os convencesse que era possível sair desta vida de crise permanente.
ou julga que Manuela Ferreira Leite tem alguma hipótese de nos convencer que nos consegue tirar da crise, mesmo que a nível internacional a crise acabasse?
não vê que ter esperança e sonho é um capital por demais importante, para que se não use?

beijinho

Claras o contestatário disse...

Nelson Mandela, Luís
é o máximo!
e foi maior que muitos brancos!!!

beijinho